Receber novidades

Visão Educa

Entenda o que é Pix e como funciona o pagamento instantâneo!

A+ A- Baixar
PDF

Será que você realmente sabe o que é Pix?

E como usar esse novo meio de pagamento que funciona em tempo integral? Hoje, vamos falar sobre a agilidade na transferência de recursos, de maneira prática e instantânea. Por sinal, essa ferramenta pode ser usada até mesmo para pagar as contribuições do plano de previdência, sabia?  

Segundo o Banco Central do Brasil (BC), o Pix já movimentou mais de R$ 1 trilhão nos primeiros 6 meses de operação. Em tempo recorde, esse instrumento inovador passou a responder por cerca de metade das transferências bancárias feitas no país.

Por isso, além de falar sobre o que é Pix, vale entender o que muda no mercado de pagamentos eletrônicos. Para tal, assista ao vídeo da BBC, que mostra como esse recurso “desafia a indústria de cartões, maquininhas e bancos”. Por exemplo, ele é um “candidato” a substituir o cartão de crédito e de débito.

Mas o que é Pix? E para que serve?

O Pix é um sistema de pagamento instantâneo, que foi lançado pelo Banco Central em 16 de novembro de 2020. Além de possibilitar a realização de transações em qualquer dia e horário, essa ferramenta não tem custo para o pagador.

Sendo assim, compreender o que é Pix é o primeiro passo para aproveitar um amplo leque de benefícios. Por falar nisso, continue com a gente para conhecer quais são as vantagens deste meio de pagamento.

12 vantagens do Pix

A seguir, listamos os principais destaques desse novo jeito de pagar e receber, o Pix:

 

  1. Pagamentos instantâneos, que podem ser feitos 24 horas por dia e, também, 7 dias por semana;
  2. Gratuidade para a pessoa física que está pagando algo, além de custos baixos para os demais casos;
  3. Facilidade no uso da ferramenta, sendo tão simples quanto enviar uma mensagem pelo celular;
  4. Agilidade no pagamento por meio da leitura do QR Code, também conhecido como Código QR;
  5. Em paralelo, é possível inserir manualmente a chave Pix (CPF, CNPJ, e-mail ou número do celular) ao pagar alguém;
  6. Inovação, solidez e eficácia nas operações do Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB);
  7. Mecanismos robustos para garantir que as transações sejam efetivadas com segurança;
  8. Flexibilidade para pagar boletos, fazer compras e, ainda, transferir recursos para terceiros;
  9. A propósito, este instrumento pode ser usado para os pagamentos de qualquer valor e tipo de transação. Por exemplo, na contribuição do plano de previdência;
  10. Melhoria da experiência do cliente, à medida que as operações podem ser finalizadas em alguns segundos;
  11. Fomento ao empreendedorismo e aos novos modelos de negócios, trazendo mais inclusão financeira;
  12. Estímulo à competição entre os meios de pagamento, o que aumenta a eficiência e reduz os custos operacionais.

E, para facilitar o entendimento sobre o que é Pix (powered by Banco Central), confira mais um vídeo prático. Aliás, o BCB destaca que esse é um meio de pagamento “rápido, barato e seguro para quem paga”.  Por outro lado, tem “menos custos” e, principalmente, “dinheiro na hora para quem recebe”.

 

5 questões para entender o que é Pix (e começar a usar)

Até aqui, já deu pra ter uma ideia do que é Pix, certo? Então, confira mais 5 pontos-chave para começar a usar hoje mesmo.

 

1. Na prática, como funciona o Pix?

O Pix é um meio de pagamento que transfere recursos entre contas a qualquer momento (e em poucos segundos). Para tanto, é preciso saber qual é a chave Pix, isto é, a identificação do recebedor.

Ou seja, você não precisa mais solicitar a agência, a conta corrente e nem o CPF de quem vai receber o dinheiro. No caso, basta inserir apenas a chave Pix, de modo que o sistema identifica as informações necessárias para a transação em benefício do credor.

 


2. Como fazer o cadastro da chave Pix?

O cadastro da chave Pix deve ser feito diretamente na instituição financeira com a qual você trabalha. Em seguida, basta escolher a(s) chave(s), visto que pode haver mais de uma delas:

  • CPF;
  • CNPJ;
  • E-mail;
  • Número de celular.

Por fim, é possível gerar uma chave aleatória, que é uma sequência alfanumérica. Nesse sentido, não é necessário vincular os dados pessoais àquela conta transacional.

 


3. O que pode ser pago ou recebido pelo Pix?

Seja qual for o valor e o tipo de transação, o pagamento via Pix pode acontecer entre pessoas, empresas e governo. E aqui vão alguns exemplos:

  • transferências para amigos e familiares;
  • compras em lojas físicas ou e-commerce;
  • pagamento de faturas, dos tributos e do plano de previdência;


4. E como fazer transferência pelo Pix?

Por sua vez, a transferência via Pix é feita no aplicativo da instituição financeira ou no internet banking. Ao invés de usar DOC (Documento de Ordem de Crédito) ou TED (Transferência Eletrônica Disponível), você paga direto pelo Pix. Assim, os recursos são disponibilizados em tempo real.


5. O Pix pode ser usado para fazer aportes no plano de previdência?

No começo do post, falamos sobre a facilidade de pagar as contribuições do plano previdenciário via Pix, certo? Agora, vamos te mostrar como fazer esse pagamento, no caso dos participantes e assistidos da Visão Prev:

  • Os ativos e autopatrocinados dos planos Visão Telefônica e Visão Multi podem pagar suas contribuições esporádicas via Pix;
  • Já os assistidos e BPDs dos planos Visão Telefônica e Visão Multi podem usar o Pix para os seus aportes;

No plano Mais Visão, pode-se adotar o Pix para as contribuições básicas mensais e, ainda, para as contribuições esporádicas. E isso pode ser feito desde a adesão online;

 

  • E os autopatrocinados dos planos Visão Telefônica, Visão Multi e Telefônica BD podem fazer as contribuições básicas mensais por intermédio do Pix.

 

Passo a passo para o pagamento de contribuição esporádica e aporte via Pix, na Visão Prev:

  1. Acesse a Área do Participante com login e senha, para gerar o QR Code;
  2. No caso dos ativos e autopatrocinados, o caminho é: Minha Contribuição > Contribuição Esporádica > (preencher valor e a data de vencimento) > PIX;
  3. Para os BPDs, basta clicar em: Minha Contribuição > Aporte ao Plano > (preencher valor e a data de vencimento) > PIX;
  4. E, para os assistidos, a rota é: Meu Benefício > Aporte ao Plano > (preencher valor e a data de vencimento) > PIX;
  5. Para finalizar o pagamento, basta escanear o QR Code usando o aplicativo do banco ou da fintech.

 

Enfim, agora que você sabe o que é Pix, veja outros conteúdos tanto aqui no Blog da Visão Prev, quanto no YouTube:


E mais: assine a newsletter para receber novidades sobre independência financeira, qualidade de vida e daí em diante.

 

agosto de 2021

Deixe um comentário

Ou acesse com:




Preencha seu e-mail
e receba novidades!

Fique por dentro das tendências
ligadas à independência financeira,
qualidade de vida e muito mais!

Enviado com sucesso