Visão de Vida

Como planejar a sua próxima viagem?

A+ A- Baixar
PDF

Realizar uma viagem pode parecer uma tarefa fácil, mas pode se tornar um pesadelo se não houver planejamento.

Quando começamos a organizar uma viagem, tudo parece perfeito e, neste momento, não há contratempos. Porém, na prática, se não houver o mínimo planejamento, o que era para ser um passeio pode se tornar uma grande dor de cabeça. Por essa razão, é preciso ir além, colocar os planos no papel e pensar em cada detalhe.

Para ajudar nesta tarefa, separamos algumas dicas preciosas que podem ajudar você a, inclusive, gastar menos e ainda realizar todos os seus desejos. Vamos lá:

  1. Verifique seu orçamento e disponibilidade

Os principais fatores que devem ser considerados na hora de escolher o destino é o tempo e o dinheiro disponíveis.

 

São muitas opções de destinos e uma certa limitação do quanto você pode “gastar”, ou melhor, investir, além do período do ano em que a viagem será realizada e de quantos serão os dias de duração do passeio. Uma viagem de férias pode considerar lugares diferentes de outra que acontecerá apenas no fim de semana.

 

Mas lembre-se: ajuste o período de viagem à sua realidade de vida e das pessoas que vão te acompanhar na viagem, se for o caso. Pense em todas as variáveis da sua vida.

  1. Defina o seu destino e a data da viagem

Se será para a praia, campo ou neve, se o objetivo é descansar ou conhecer a cultura, história ou gastronomia de uma região, tudo isso é você quem decide! Pesquise sobre o local e as atividades que poderá fazer lá.

 

Na hora de escolher o local, faça as seguintes perguntas a você mesmo:

 

  • Quando é o período de alta temporada?
  • Qual é a melhor época para viajar para lá?
  • Quais são as principais atrações e o que eu quero fazer lá?
  • Como chegar lá?
  • Como é o clima?
  • A culinária me agrada?

Pense nas características do que você realmente quer viver na sua viagem, pois mesmo definindo um destino, pode ter uma variedade de atividades em diferentes momentos do ano.

 

Atenção: caso seja uma viagem internacional, verifique a moeda do local e separe os documentos necessários para não ter nenhuma surpresa desagradável. Considere isso no seu orçamento e quanto tempo antes precisa providenciá-los. Verifique também algumas etapas que precisam acontecer antecipadamente, como a necessidade de vistos para entrada no país ou orientação de saúde como vacinas obrigatórias.

  1. Escolha a sua hospedagem

Há diversas opções para se hospedar, e essa definição pode influenciar diretamente no planejamento financeiro da viagem. Veja algumas possibilidades:

 

  • Casa de amigos ou parentes: Muitas vezes escolhemos o destino baseado nas pessoas que conhecemos no local. Isso é ótimo porque além de economizar com a hospedagem, podemos ter dicas de passeios interessantes e ainda direcionarmos o dinheiro que gastaríamos em hotel ou outros para viver outras experiências.
  • Albergues / hostel: Uma opção mais econômica e que possibilitará a você conhecer várias pessoas de diversos lugares do mundo. Para aqueles que gostam de fazer amizade e não se importam em dividir quarto e banheiro com desconhecidos, é uma oportunidade muito boa. Alguns oferecem quartos individuais, o que é uma boa quando se deseja ter mais privacidade.
  • Aluguel de casas: Há sites que permitem que você alugue casas, apartamentos e até mesmo apenas quartos. São opções legais como casas históricas e vistas privilegiadas. Mas fique atento! Tenha certeza da experiência que você deseja viver, porque o preço do aluguel da casa às vezes é o mesmo do hotel e você não teria as mesmas mordomias, como camareiras ou refeições inclusas. Em contrapartida, também não teria que seguir certas regras dos hotéis, além de ter um pouco mais de liberdade, como por exemplo, para cozinhar.
  • Hotel: A opção mais comum em viagens. Na hora de escolher não considere apenas o preço. Compare a distância dos pontos que você irá se deslocar, seja na chegada e saída da cidade ou durante a visita, para não gastar tanto com transporte ou estacionamentos. Veja se há refeições inclusas e busque por segurança, pois um lugar que você tenha certas preocupações pode acabar gerando mais dor de cabeça ou outros prejuízos. Se você fizer parte de programa de pontos e fidelidade, dê preferência para locais que aceitem essa forma de pagamento, pois você pode receber descontos em estadias futuras ou até mesmo em forma de milhas.
  1. Fique atento aos detalhes que podem passar despercebidos

Na fase de planejamento de sua viagem, é importante também pensar em como será sua alimentação: se será em restaurantes ou optará por fazer refeições rápidas ou em casa; gastos com passeios; se haverá wi-fi disponível e, principalmente, como é a cultura do local, para diminuir choques ou surpresas.

 

Informações como essas são fáceis de encontrar, basta uma pesquisa pela internet.

  1. Faça as malas!

Depois de todas essas dicas, a única preocupação será fazer as malas. Cheque o clima e itens necessários para estar confortável de acordo com o seu planejamento. Fique atento às necessidades específicas, como casacos em caso de neve, trajes de banho em caso de praia e todas as roupas específicas para as suas atividades, até mesmo se for o caso de festas ou aventuras. E claro, uma mala para carregar tudo isso.

Caso não tenha mala, e pensando em economizar, veja se conhece alguém que possa emprestar, ou mesmo se vale a pena alugar (algumas empresas já oferecem este recurso – exemplo: www.getmalas.com.br). Ou então, decida se vale investir em uma mala própria para usar nas próximas viagens. Viu como planejar é o segredo para economizar? Agora é só esperar chegar o dia e aproveitar!
julho de 2022

Deixe um comentário

Ou acesse com: